Produção Industrial do Setor de Base Florestal (1º. Trimestre – 2020)

Home  /  Artigos  /  Produção Industrial do Setor de Base Florestal (1º. Trimestre – 2020)

Em março de 2020, a indústria brasileira sentiu os efeitos da pandemia do COVID-19 registrando uma queda de 4% em relação a março do ano anterior. A indústria de base florestal apresentou comportamento distinto nesse primeiro trimestre entre os segmentos que a compõe. Os setores de Celulose e Papel mostraram evolução similar aos anos anteriores, seguindo uma curva sazonal de queda em fevereiro e recuperação em março, indicando que o setor não sofreu efeitos negativos do COVID-19, inclusive registrando, em março, produção superior aos anos anteriores. Já os segmentos de Madeira e Móveis, registraram queda significativa da ordem de 12% entre mar/20 e mar/19, numa clara demonstração do impacto negativo da pandemia. O segmento de Gusa, apesar de não registrar queda no trimestre, produziu 17% a menos entre mar/20 e mar/19, indicando que, nesse momento, o seu desempenho é derivado muito mais de um conjunto estrututal do que da pandemia. Ressalta-se que março foi, para a indústria brasileira, o ínicio das medidas restritivas de produção e consumo e que portanto, os dados de abril serão mais adequados para se verificar o real choque na economia.

Faça download da versão PDF: Consufor_Prod_Industrial_2020_1T

Comments are closed.